sábado, 11 de setembro de 2010

11 de Setembro: Proclamação da República Rio-grandense.

Camaradas! Nós que compomos a 1ª Brigada do Exército liberal, devemos ser os primeiros a proclamar, como proclamamos, a independência desta província, a qual fica desligada das demais do império e forma um Estado livre e independente com o título de República Rio-grandense, e cujo manifesto às nações civilizadas se fará oportunamente. Camaradas! Gritemos pela primeira vez: viva a República Rio-grandense! Viva a idenpendência! Viva o exército republicano Rio-grandense!


General Souza Neto,
11 de setembro de 1836.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

7 de setembro?

Alguns dizem que a Pátria é o nosso país, marcada no retrato territorial brasileiro. Pátria é mais que isso. É mais do que nascer no Brasil ou em qualquer parte do mundo. É pertencer a um espaço característico, ter uma identidade, uma língua, uma cultura, um sentimento de pertencimento. Fora do país por alguns meses, bebi deste sentimento de formas nunca antes sentidas. Estar longe é estar tão perto do que nos forma. Descobri, cheia de saudade, que minha identidade regional é hierarquicamente superior a minha identidade nacional. Não que não me considere brasileira. Nada disso. Mas somos tão moldados no nosso sistema regional, que é inevitável não nos sentirmos apartados do restante do país. Somos tão diferentes. E a identificação sempre se dá por uma exclusão - "sou brasileira, mas não sou paulista"..."sou brasileira, mas não sou gaúcha"...coisas do tipo. Por isso, talvez, que sentimento de pátria, para mim, se dá em um outro dia. Um dia que eu ainda me orgulho de comemorar (ou não, dependendo do ponto de partida da nossa charla...): 20 de setembro! Isso se dá, talvez, pela relação dos gaúchos com o Brasil ser um "casamento forçado", uma imposição de "pai". É fato ... é só escutar qualquer gaúcho cantando o hino nacional...cheio de dúvidas...e escutar qualquer gaúcho cantando o hino do Rio Grande, cheio de amor.

"Amada mía
querida mía
!Ay, Patria mía!
De tumbo en tumbo
se pierde el rumbo
de la alegria"
(Mercedes Sosa)





segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Sorriso de orelha a orelha

Este final de semana foi de muito trabalho. Corrigi provas e mais provas das minhas turminhas do ensino fundamental. Porém, feliz fiquei ao ver o resultado das avaliações com uma turma "mega especial": a aceleração. Esta turma desacreditada arrebentou! Escreveram textos de gente grande, cheios de crítica e fundamento. Estou feliz! Bem feliz...