quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012



Em noite de lua...


Quero o conto
escritor com as pontas
dos dedos.
Meio a meio
metade sussuro
metade silêncio
metade lembrança
outra parte esquecimento.
Quero o conto 
escrito com as pontas 
dos dedos - simples assim:
metade meu corpo
outra parte de mim.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Pequeno conto de quem caminha



Estação São Luis. Canoas. Verão. Parado na plataforma, um cego e seu tique esperam o surb. Passo a frente e acompanho o andar medido do jovem: cabelos loiros, alto, olhos vãos. Ao lado, observo cada gesto como quem olha um pássaro ferido. ...
Fraqueza dos meus olhos. Não viram a alma livre que habita a mão sobre a bengala.

Constatação II

by Angelise Fagundes

Dura realidade a dos apartados:
sempre um pouco de ti
sempre um pouco de mim
sempre algo nosotros.

Do guarda-roupa e da vida

Sempre tive uma relação interessante com o meu guarda-roupa. Sempre. E de alguma forma muito misteriosa ele revela como anda minha vida ...