quarta-feira, 14 de março de 2012


O tempo e suas tempestades nos fazem ver a alegria que habita em nós, às vezes adormecida no cotidiano dos passos. É preciso ser gigante agora, fazer o bem agora, amar agora, gritar e chorar agora, dizer sem ferir agora.  Ser o que se é agora! O amanhã caminha passos lentos.

Do guarda-roupa e da vida

Sempre tive uma relação interessante com o meu guarda-roupa. Sempre. E de alguma forma muito misteriosa ele revela como anda minha vida ...