Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Carta para Angelise

Querida Angelise,


Estivemos cada dia mais juntas nessas últimas 36 semanas. Vivemos dias de muita alegria e dias de muitas descobertas. Percebi que não foram fáceis para ti essas descobertas. Antes, imaginavas que a gravidez seria uma caminhada tranquila, que tirarias de letra todas as questões que se apresentariam. Não foi bem assim, verdade? Os sangramentos te desestabilizaram de início. Veio o choro, a incerteza. Mas veio também o companheirismo e a cumplicidade. Veio o cuidado e o amor duplicou. Vieram as dores - muitas e inexplicáveis. Caminhar, dirigir, abaixar-se, dormir - tudo foi sendo reduzido, limitado - dia a dia. Vieram os estalos nas cadeiras... as contrações, as cólicas. Essa limitação foi o pior para ti, acostumada a ser dona de tuas escolhas. Reclamaste para cada um que te perguntou sobre como andavas, afinal, tu não és de disfarçar o que te vai nas veias. No entanto, cada vez que teu filho mexia, percebia que te animavas para o próximo passo, que te abrias para outro …

Últimas postagens

Para as minhas professoras da Educação Básica

Onilda

Pequeno poeminha para meu filho

Pedro,

Carta a Pedro,

mi nena, mi pibe...

Poesia para nosso amor

Indumentária

PEQUENO CONTO DAS SUTILEZAS II

Pequena poesia da mulher moderna